Ir para conteúdo

Gracias Zidane!

Treinador e ídolo do Real Madrid, Zinedine Zidane anunciou que não será mais técnico do Real Madrid na próxima temporada

Imagine poder ganhar todos os títulos de futebol existentes? Um ou outro muitos conseguem, mais títulos apenas alguns, agora quase todos os títulos possíveis e imagináveis e ainda ter uma grande importância para que eles possam ser alcançados, só mesmo as lendas do futebol. Lendas existem sim, e até hoje a torcida é grata por eles por tudo o que foi possível acontecer.

De família com origem humilde, filho de imigrantes argelinos, o francês Zinedine Zidane é sim uma dessas lendas, seu contato com o futebol começou desde muito cedo, aos 10 anos de idade, o francês já atuava, ele permaneceu por um ano nas categorias de base do US. Saint Henri. Aos 16 anos de idade, ele já começava a se destacar ao treinar juntamente com outros jogadores do time profissional do Cannes, um dos mais importantes clubes da França na época.

O primeiro título da carreira, veio de muito cedo, nos primeiros anos da década de 90, acordado com o Bordeaux, chegou a final da Liga dos Campeões e já começava a realizar sonhos e quebrar barreiras. Em 1994, foi convocado pela seleção de seu país para disputar a Copa do Mundo. Em ascensão na carreira, conquistou 7 títulos em um período de apenas 4 anos. A Copa do Mundo de 98 e a Euro de 2000, pelo seu país e dois campeonatos italianos, uma Supercopa Italiana, uma Supercopa da Europa e um Mundial de Clubes pelo seu time, o Juventus de Turim.

Em 2001, ao trocar de time e ir para o Real Madrid , conseguiu ser uma das principais estrelas de um time, que mais parecia uma seleção dos melhores do mundo na época.Foi no Real, em que praticamente Zidane se tornou o que ele é hoje. Títulos não foram poucos: Liga dos Campeões, Campeonato Espanhol, Copa do Rei, Super copa da Europa, e Mundial de Clubes.

Zidane: "Não é um adeus, é um até logo!" (Foto: Esporte Interativo)
Zidane: “Não é um adeus, é um até logo!” (Foto: Esporte Interativo)

Nem a cabeçada no italiano Materazzi, nos minutos finais de sua carreira, na Copa do Mundo da Alemanha, em 2006, foram suficientes para manchar a imagem de um dos maiores jogadores do mundo, tanto que mesmo com a ausência de “fair-play”, ele ainda conquistou o título de melhor jogador do mundial.

Até hoje o torcedor madrilenho é grato a “Zizou”, por tudo o que ele fez pelo Real tanto como jogador como treinador. Ter anunciado que não continuará no comando da equipe na próxima temporada, pegou todos de surpresa. Mas por que? Acredito que ter ganhado todos os títulos possíveis, fez com que ele pensasse que fosse o momento certo de parar. Como ele mesmo afirmou, na coletiva “Não é um adeus, é um até logo”.

 

 

Anúncios

Danilo Sartori Ver tudo

Natural de Curitiba/PR. Formado em Jornalismo pela UniOpet, Danilo Sartori gosta de falar sobre os mais diversos assuntos, mas um dos que mais o interessam é o esporte, especialmente o futebol. "Apesar do esporte ter surgido na Inglaterra, o Brasil é o país do futebol, tamanha é a paixão dos brasileiros pelo esporte, o mais legal é estar em contato com o torcedor, poder levar as informações de um esportes mais populares do mundo". Também é jornalista-blogueiro da página Fatos em Pauta, sobre jornalismo geral.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: